Licensa

01/12/2014

PRECE

Concede-me, Senhor, a graça de ser boa, 
De ser o coração singelo que perdoa, 
A solícita mão que espalha, sem medidas, 
Estrelas pela noite escura de outras vidas 
E tira d′alma alheia o espinho que magoa. 

© HELENA KOLODY 
In Paisagem Interior, 1941 

Nenhum comentário:

Postar um comentário