Licensa

31/10/2014

“Mestres Escultores” Por Frank Viana Carvalho

Até que sejamos mestres
o que somos de fato?
Somos aprendizes ensinando?
Ou somos mestres aprendendo?

Somos rios regando as margens
e levando água aos sedentos?
Ou somos árvores que dão sombra
e oferecemos frutos aos famintos?

Lapidamos e esculpimos as pedras,
transformando em cristais reluzentes,
os olhos ávidos pelo saber,
as mentes prontas a aprender...

Vamos à cátedra inspirados ou motivados

na verdade em constante transformação,
Como a água do rio corrente
por todos os lugares por onde passa...

Se não somos, estamos.
E se estamos, transformamos,
acertando, muitas vezes,
e errando, quem sabe?
Mas até o erro é aprendizado,
pois também mostra o caminho,
de ensinar mais e melhor,
de aprender enquanto ensinamos.

Se formos capazes de sempre aprender,
se formos capazes de sempre nos renovar,
então chegaremos ao final da nossa jornada
felizes por ter cumprido a nobre missão.”

Esta poesia fiz em homenagem aos Professores em 15 de Outubro de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário