Licensa

20/09/2014

Infância - de Laulau e Laurabeatriz

Chutei bola na chuva,
Roubei laranja, banana,
Goiaba e uva,
Xinguei a professora,
Apanhei dos mais velhos,
Bati nos mais novos,
Quebrei uma duzia de ovos,
Rachei a cabeça,
Cortei o dedo,
Tremi de medo,
Escorreguei na lama,
Fiz xixi na cama,
Soltei pipa,
Esfolei o joelho,
Criei um coelho,
Andei no mato,
Perdi um sapato,
Pesquei na represa,
Ganhei um presente,
Tive dor de dente,
Caí do muro,
Chorei no escuro,
Faltei na escola,
Descobri um tesouro,
Sonhei com besouro,
Libertei passarinho,
Fui uma história em quadrinho.
Onde está o poeta Lalau, está a ilustradora Laurabeatriz. Parceiros desde 1994 em livros de poesia para crianças, já lançaram "Bem-te-vi" (o primeiro trabalho juntos), "Futebol", da série "Bem brasileirinhos", "Girassóis", "Fora da gaiola" e muitos outros títulos que atraem pequenos (e grandes) leitores no país todo. São 20 títulos ao todo, muitos deles altamente recomendados pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. 
Essenciais na literatura infantil, os trabalhos de Lalau e Laurabeatriz são complementares. Ele inventa rimas e versos, e ela os transforma em imagens. "Ilustrar é sempre uma viagem. Eu embarco com a minha bagagem, e vamos viajando...", descreve a ilustradora Laurabeatriz. Para Lalau, escrever poesia para crianças é uma deliciosa brincadeira! "Procuro levar ao pequeno leitor muito mais do que a rima pela rima, mas sim o inusitado, a surpresa, as múltiplas possibilidades de uma mesma palavra. A criança gosta disso, e tem grandes chances de fazer com que a palavra seja um brinquedo lúdico e companheiro de todas as horas. O amor pela leitura está intimamente ligado a isso. Qual criança no mundo não gosta de brincar e se divertir?", conta o poeta. Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário