Licensa

16/03/2014

Para os líderes


Líder, leia Tiago 3:10. Deus nos criou com o livre arbítrio para escolhermos entre aquilo que é bom e aquilo que é mau. Nossa vida hoje é resultado das escolhas que fizemos até aqui. Nosso futuro dependerá das escolhas que fizermos a partir de hoje. A  maneira como decidimos usar a nossa boca pode afetar todas as áreas de nossa vida (Pv 18:21). Hoje vamos aprender sobre o poder sobrenatural das palavras.

1 - O que Deus usou para criar o Universo e tudo que nele existe? (Hb. 11:3). As palavras que falamos criam o ambiente ao nosso redor. Temos gerado um ambiente de amor, fé e santidade ou um ambiente carregado de ira, incredulidade e pecado?
2 - Qual foi a arma que Satanás usou para enganar o primeiro casal? (Gn 3:1); Como Satanás tentou a Jesus no deserto? (dica: Jesus viu ou ouviu Satanás? (Mt 4:3, 6 e 9). Satanás ainda ataca falando na mente das pessoas. Que tipo de palavras o diabo fala em nossas mentes? Como podemos enfrentá-lo? (Mt 4:4, 7 e 10).
3 - Ao criar o homem, Deus o abençoou com a capacidade de falar. A linguagem não é apenas um dom de comunicação, mas uma fonte de poder em nossas vidas (Pv. 18:21). Palavras são sementes que, uma vez proferidas, uma vez lançadas, ganham vida própria e tornam-se realidade. Há salvação e milagres em nossa boca, assim como há condenação e morte. O que temos liberado sobre nossas vidas?

Líder, leia Tiago 3:2-5. A língua  é uma força poderosa que tanto pode  ser usada para o bem, quanto para o mal. Para dominá-la, precisamos compreender a extensão e o alcance do seu poder:

1 - A língua tenta (Tg. 3:2): De todas as tentações que enfrentamos, a mais persistente é a tentação de dizer algo que não deveríamos. Mentira, fofoca, dúvida, ira, rebeldia, e desânimo são apenas alguns dos tropeços que teimam em se expressar por meio de nossa língua. Como podemos enfrentar isso? (Tg 1:19).
2 - A língua domina (Tg. 3:3): Assim como o freio leva o cavalo mesmo aonde ele não quer ir, assim a língua conduz a nossa vida. Para onde nossas palavras tem nos levado? Como as palavras podem afetar o casamento? Como a língua pode influenciar a vida profissional? Como ela determina nosso nível de comunhão?
3 - A língua direciona (Tg. 4 e 5): Porque a língua é comparada ao leme de um navio? Promoção ou demissão, casamento ou divórcio, sucesso ou fracasso, salvação ou condenação, tudo é determinado pela nossa língua! Se a língua controla a nossa vida, quem é que tem controlado a nossa língua? A carne ou o Espírito? 
No dia 30 de Outubro de 1938 o radialista Orson Welles transmitiu pela rádio CBS a notícia de que os marcianos estavam invadindo os Estados Unidos. Na ocasião milhões de ouvintes entraram em desespero e o caos reinou até que a notícia fosse desmentida. Líder, leia Tiago 3:5 a 8. Hoje continuaremos aprendendo sobre o alcance do poder da língua e a necessidade de dominá-lo:

1 - A língua propaga (Tg. 3:5 e 6): Porque a língua é comparada a um incêndio? 10 espias incrédulos fizeram arder a dúvida e o medo em uma nação inteira (Js. 14:8; Nm 13:31-33). Empresas, famílias e igrejas têm sido destruídas pelo poder da língua. Através da língua podemos propagar fé ou medo, amor ou ira, alegria ou desânimo. O que temos propagado nesses últimos dias?
2 - A língua contamina (Tg. 3:6): A palavra “contaminar” tem o sentido de “adoecer”. Certas conversas são comparadas à gangrena, que se espalha levando destruição e morte para quem as ouve (II Tm 2:17). Porém a língua também pode trazer saúde(Pv. 12:18).
3- A língua é indomável (Tg 3:7 e 8): Quando um animal é domado ele permanece domesticado até o final da vida. Mas a língua não. Ela precisará ser dominada todos os dias (I Pe 3:10). O que fazer se a própria Palavra diz que não podemos domar a língua?(Mt.19:26).

Líder, leia Tiago 3:8-12. A carta de Tiago foi dirigida aos crentes e essa passagem fala daqueles que, por não controlar sua língua, vivem uma vida de contradição. Num minuto estão orando a Deus e no instante seguinte estão murmurando. Amaldiçoam e fofocam com a mesma facilidade que bendizem. Alguns pensam que o que dizemos não tem tanta importância assim, ao contrário disso, a Palavra de Deus garante que esse é um dos assuntos mais sérios de nossa vida: 

1 – A conexão entre a língua e a nossa vida espiritual: O que falamos pode invalidar toda nossa vida espiritual (Tg. 1:26).Uma vida de consagração, evangelismo e ousadia pode ser completamente anulada por causa das nossas palavras. Por outro lado, nossas palavras podem atrair os anjos de Deus! (Dn 10:12); liberar fé viva (Mc 11:23) e alcançar aquilo que necessitamos (Mc 7:29). O que dizemos é o verdadeiro retrato da nossa vida espiritual.
2 – A conexão entre a língua e o nosso coração: O que falamos denuncia o que temos dentro do nosso coração (Mt 12: 34 e 35). O que dizemos é o verdadeiro retrato do nosso coração.
3 – A conexão entre a língua e o nosso destino eterno: No dia do juízo daremos conta de cada uma das nossas palavras (Mt 12:36). As palavras podem nos condenar ou nos justificar diante de Deus (Mt 12:37). O que dizemos é o verdadeiro retrato do nosso futuro.
 Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário