Licensa

10/01/2014

Notas sobre A banda - Por Humberto Werneck

Without Control
"Há quem jure que a ideia lhe veio ao assistir à troca de guarda da rainha em frente ao Palácio de Buckingham, em Londres, durante a viagem com Morte e vida severina. Sem excluir essa hipótese, o que ele se lembra é de uma noite no Sandchurra, um bar que havia na Galeria Metrópole, no Centro de São Paulo, em que ouviu Gilberto Gil cantar o Rancho da rosa encarnada, e pensou: "Tenho que fazer uma música pra ganhar dessa aí no festival."
A Banda (interpretada por Chico Buarque e Nara Leão) dividiu o 1º lugar com Disparada de Geraldo Vandré e Théo de Barros, defendida por Jair Rodrigues, Trio Maraiá e Trio Novo, no II Festival de Música Popular Brasileira (TV Record, com final em 10 de outubro de 1966).
"O produtor Zuza Homem de Mello que tudo presenciou, é taxativo: "Uma das músicas ganhou da outra, não houve empate." O nome da vencedora ele não revela, fiel a um compromisso assumido naquela noite com diretor da Record, Paulo Machado de Carvalho Filho - mas não é difícil imaginar qual seja. Zuza recebeu deles a papeleta com os nomes dos jurados e a instrução de guardá-las em local seguro. "Não deixe ninguém ver" recomendou o dono da emissora. Assim se fez. As papeletas foram depositadas num cofre em casa de Zuza, que só muito anos depois as devolveu a Paulo Machado de Carvalho Filho."
Segundo o escritor Roberto Freire, membro do Júri: "Ele não queria, de jeito nenhum, ser o único vencedor."

Dividido o prêmio, cada música ficou com aproximadamente 6.800 dólares. Pouco tempo depois um compacto de Nara Leão com A banda chegou a vender cem mil cópias em menos de uma semana, feito considerável para a época.

(...) Maquiavélica, a ditadura utilizou A banda numa campanha do Alistamento militar - e, diante do protesto formal de Chico, jogou a responsabilidade sobre a agência de propaganda que fizera o anúncio. (Nota do editor: após o protesto a música foi retirada da propaganda.)

Não tardou para que a banda chegasse aos quatro cantos do mundo, não raro em versões absurdas. A alemã por exemplo, assinada por Weyriche Conta, resultou nesse amontoado de sandice:

E certamente este ano
já se pode prever
o mundo da moda trará
o que agrada Rosita
quando no México, à noite
ao carnaval se vai [...]
Uma moda como a banda
ainda não houve
Os cocos se transformam em roupagens
e a brincadeira continua
A banda está aí

© Copyright Humberto Werneck in Chico Buarque Letra e Música, Cia da Letras, 1989

Nenhum comentário:

Postar um comentário