Licensa

18/05/2013

Heróis do cotidiano

A PARÁBOLA DOS CEGOS NO CENTRO DO RIO
Pode um cego guiar o outro? Ou será que ambos caem no buraco?

Movido pelas duas perguntas proferidas por Jesus e registradas por Mateus em seu Evangelho, o pintor holandês Pieter Bruegel pintou "A parábola dos cegos"(1568). Nesta obra – onde podemos perceber na paisagem ao fundo (com destaque para a igreja) e nos homens retratados o apuro formal do artistas holandês – Bruegel parece dizer: cairemos todos como um dominó. O primeiro indivíduo já está no chão, o segundo tropeça no primeiro e o sexto cego, para quem tudo está bem, em breve se encontrará no buraco com os outros. A resposta de Bruegel para as perguntas de Jesus é, portanto: “Não, um cego não pode guiar o outro”.

A parábola dos cegos é o ponto de partida para a “Performance Intervenção Urbana – Cegos“, promovida por três grupos de artistas: o Desvio Coletivo e o Coletivo Pi, de São Paulo, e o Heróis do Cotidiano, do Rio de Janeiro. No dia 07/12/12, sexta-feira, dezenas de executivos, homens e mulheres, devidamente trajados, portando maletas, bolsas e documentos, totalmente cobertos de argila, irão caminhar vendados por diversos locais do Centro de Cidade Carioca (veja o roteiro abaixo!).
Coordenada pelos professores Tania Alice (UNIRIO), Marcos Bulhões e Marcelo Denny (Laboratório de Práticas Performativas da USP), a ação sublinha a parceria que vem sendo elaborado com o Núcleo de Estudos das Performances Afro-Ameríndias (NEPAA) da UNIRIO. Juntos, esses coletivos pensam o uso da cidade de maneira poética, mais do que funcional. A “Performance Intervenção Urbana – Cegos”, já apresentada na Av. Paulista no horário do almoço, procura ressaltar a cegueira dos executivos diante de nosso mundo.

A intervenção urbana parece tão fatalista quanto o seu quadro de inspiração. Não nos enganemos, no entanto. Nesta atualização da Parábola dos Cegos, a performance valoriza o elemento relacional na arte, que considera como foco da obra de arte a transformação da relação entre performers e participantes. A cegueira interna e moral, sublinhada pelas vendas e pela cegueira física, é passível de transformação. Nada mais otimista.

ROTEIRO
A performance ocorre no dia 7 de Dezembro, sexta-feira, entre 11h e 14h.

1. Circo Voador – Rua dos Arcos – Lapa
2. Rua do Passeio
3. Cinelândia (Neste ponto temos a Câmara dos Vereadores)
4. Treze de Maio (Rua lateral ao teatro municipal. Neste ponto vale um cuidado e uma atenção, pois no ano passado um prédio desabou nesta região, deixando alguns mortos. O vão ainda está lá e haja visto a força estética da performance, vale este cuidado.)
5. Largo da Carioca
6. Av. Rio Branco
7. Igreja da Candelária
8. R. Primeiro de Março
9. Alerj (Assembléia Legislativa)
10. Rua da Assembléia
11. Av. Rio Branco
12. Evaristo da Veiga (Tem um Quartel General Central da PM enorme nesta Rua, vale uma atenção pq eles não costumam ser muito receptivos…)
13. Praça dos Arcos
14. Circo Voador – Rua dos Arcos – Lapa 
E o que dizer das pessoas que aparecem no vídeo abaixo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário