Licensa

30/05/2013

Assim começamos nossa história ...

Tudo começou em fevereiro de 2000 com a fundação da EMEF DO BAIRRO JARDIM LAVÍNIA, que funcionava provisoriamente em 3 prédios diferentes: Centro Comunitário, Igreja Presbiteriana e EE Geraldo Zancopé. Em setembro daquele ano os alunos que estudavam no espaço cedido pelo Centro Comunitário e pela Igreja Presbiteriana foram transferidos para a EE Antonio de Baptista.
No ano letivo de 2001, com a conclusão da construção do prédio destinado para seu funcionamento, todos os alunos puderam estudar no mesmo espaço, que foi oficialmente inaugurado pelo então prefeito Abelardo Camarinha em 27 de abril de 2001, recebendo o nome de EMEF Professor Américo Capelozza.
A mensagem, marcada em nossa placa de inauguração, diz que a EMEF Américo Capelozza proporcionaria "às crianças dessa região da cidade mais conforto, segurança e qualidade de ensino".
Parabéns aos Professores, Funcionários, Famílias e alunos que nos ajudaram, nesses 13 anos, a construir essa história de sucesso que não é de um pessoa apenas, mas de todos nós!
Nossa escola leva o nome do saudoso professor Américo Capelozza. Ele nasceu em 23 de maio de 1929 na cidade de Jaú-SP, filho de Ângelo Capelozza e Augusta Frigo Capelozza. Teve três irmãos e quatro irmãs. Em 1933 se mudou com a família para Marília. Iniciou sua alfabetização com a professora Tomásia Rúbio. Posteriormente continuou seu estudo no 2º Grupo (hoje Tomaz Antônio Gonzaga) até o término do curso primário. Concluiu o curso como 1º aluno da classe. Fez curso Ginasial concluindo no ano de 1948. Em seguida, o curso Científico em 1951. Em 1953 foi aprovado em concurso público em Bauru-SP para lecionar matemática. Casou-se em 1955 com Alice Lima Capelozza com quem teve cinco filhos: Ângelo Américo, Mário Luiz, Horácio, César e Marco Aurélio. Começou a lecionar Matemática no Ginásio Fernando Magalhães permanecendo neste ginásio até 1958. De 1959 a 1962 lecionou no Instituto de Educação Monsenhor Bicudo. Em 1962 passou a lecionar no Ginásio Estadual Amílcare Mattei onde permaneceu até se aposentar em 1983. Por inúmeras vezes foi eleito o melhor professor da escola onde lecionava e era homenageado com frequência nas solenidades de formatura. Paralelamente à vida didática, em 1961, iniciou atividade empresarial e fundou a "Fábrica de Parquetes e Esquadrias de Madeira Capelozza" Apreciava música e tinha especial aptidão para tocar acordeão. Faleceu em 21 de novembro de 1991. Fonte
Vem aí ...
Participe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário