Licensa

14/04/2013

O homem honesto

Tumblr_mh8swvlzji1rnde1eo1_500_large
Era uma vez um rei que queria muito encontrar um homem honesto, em quem pudesse depositar toda sua confiança para exercer um cargo importante na administração dos seus bens. Não sabia que critério adotar na escolha e resolveu pedir a colaboração de seu conselheiro real.
O conselheiro respondeu: - Reúna no salão todos os candidatos ao posto que eu lhe indicarei o homem mais honesto. Vossa majestade deverá apenas, no horário oportuno, pedir que eles dancem.
O rei estranhou a ideia, mas decidiu atender e convocou os pretendentes ao salão de audiências, passando um a um por um corredor longo e escuro. Depois da prova, novamente reunidos o rei pediu a palavra:
- Antes de mais nada, desejo ter o prazer de vê-los dançar!
- Não sei dançar - exclamou o primeiro.
- Sofro de reumatismo - disse o segundo.
- Meus pés estão inchados - retrucou o terceiro
E as desculpas se sucederam.
Apenas um homem, de aparência modesta, dispôs-se tranquilamente a fazer a vontade do rei, embora não considerasse um conhecedor na arte da dança, pôs-se a dançar.
Imediatamente o conselheiro tomou a palavra:
- Este é o homem honesto! pode escolhê-lo majestade. E explicou, mandei colocar sacolas abertas cheias de moedas de ouro, no corredor por onde esses homens tiveram de passar. Se algum desonesto enchesse o bolso de moedas, ficaria impedido de dançar, porque as moedas tilintariam nos bolsos ou cairiam no chão. os que recusaram a dançar, temeram revelar sua fraqueza e na frente do rei, os ladrões foram desmascarados. Fonte

Nenhum comentário:

Postar um comentário