Licensa

14/01/2013

Um ano de Blog .... Coisas que aprendi…

* Aprendi que nunca e sempre são palavras que devem ser ditas com moderação…

* Aprendi que, às vezes, uma má atitude esconde uma boa intenção. Por mais absurda que pareça…

* E que eu sempre fico procurando boa intenção nas atitudes dos outros. Se não acho, invento…

* Que decepcionar uma pessoa dói mais em nós do que nela própria e que, se você não pede desculpas, esse mal-estar vai pra cama com você todas as noites…

* Aprendi que amar de verdade é abrir mão dá própria felicidade por alguém. É, às vezes, dar a vida por alguém. E eu pensei que eu só sentiria isso no dia que fosse mãe…

* Que é muito fácil julgar as atitudes dos outros. Difícil mesmo é estar no banco dos réus…

* Que cometo os mesmos erros dos meus 20… E que embora 30 anos ou mais pareçam pesar, sinto que ainda vivo lá nos 20… talvez buscando algo que perdi. Às vezes acho que não cresci…

* Aprendi que saudade é algo bom e ruim; que pode confortar e machucar ao mesmo tempo…

* Aprendi que importante não é quem você gosta, mas quem gosta de você…

* Aprendi que o abraço de quem a gente gosta dá um prazer muito maior que o sexo…

* Aprendi que Deus é alguém que eu não devo mais culpar, mas sim, me desculpar…

* Aprendi a acreditar em Deus, principalmente nas horas que eu não consigo acreditar em mais nada….

* E que se as coisas não são como eu esperava deve ter um bom motivo para ser assim…

* Aprendi a tirar uma lição de tudo que me acontece e isso tem sido de grande valia…

* Aprendi que guardar mágoa só vai fazer com que eu me machuque mais ainda. Guardar mágoa é como acorrentar a alma a uma bola de duzentos quilos. Esquecer deixa minha alma leve…

* Que muitas vezes o que eu mais quero é estar errada…

* Aprendi que no fundo a gente quer que todo mundo esteja bem… as pessoas que a gente gosta e até as que a gente não gosta…

* Que a gente perde as pessoas antes que tenhamos tempo de dizer o quanto são importantes em nossa vida. Algumas partem. Outras partem a gente…

* Aprendi que sentimento é uma sementinha minúscula dentro da gente…

* Aprendi que quando uma pessoa pede um conselho ela nunca espera realmente um conselho. Ela quer apenas desabafar, dizer o que ela acha que é e espera que você concorde com tudo que ela diz…

* Aprendi que os olhos falam… e estes sim, não mentem…

* E que não há nada mais confortador que um olhar de compreensão…

* Aprendi que orgulho ferido é uma faca enfiada no ego…

* E que rancor é uma espécie de câncer espiritual…

* Aprendi que minha brabeza muitas vezes é minha forma de defesa. É como um porco espinho que se arma ao se sentir ameaçado…

* Que carinho e carência são coisas diferentes…

* Aprendi que mentir dá muito mais trabalho que dizer a verdade. Ainda mais se você não tiver boa memória…

* Aprendi que às vezes não adianta você desmentir uma pessoa. É sua palavra contra a dela…

* Às vezes calar não quer dizer concordar… ou acreditar… ou aceitar…

* E que mais importante do que saber o que quero é saber o que não quero…

* Aprendi que as palavras têm uma força inexplicável; e por isso tem coisas que não repito nem diante do espelho, trancada no banheiro…

* Aprendi que embora a vida tenha me ensinado tantas coisas eu tenho muito mais a aprender…

(Autor Desconhecido)

* Aprendi que eu jamais conseguiria ter outra profissão sem ser essa que eu escolhi: "ser educadora" ...

* Que embora seja difícil e pouco reconhecida, vale muito a pena continuar e investir ...

 Que sou feliz assim ...

* Que adorei a experiência de ser "blogueira" e pretendo continuar por muito tempo ...

* Que muito mais do que trabalhar, tenho uma missão a cumprir ...
Retrospectiva:

2 comentários:

  1. Anônimo18.1.13

    Que lindo, Rose!
    Ainda estou aprendendo muito... ainda bem!
    Me orgulho em dizer que um "bom tanto" desse muito devo à você. Agora vou adquirir mais um pouco deste aprendizado de uma forma mais distante... ou não?!
    É, acho que não!... pois agora estarei usando as lições que me ensinou...
    Um super beijo,
    Solange.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita, pelo reconhecimento, pela dedicação, confiança, enfim ... obrigado por tudo!!!!
    Estaremos sempre juntas ...

    (...)
    Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam comovem ou mobilizam.
    É ficar conversando sem trocar palavras.
    É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento...

    Afinidade é sentir com. Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por.
    (...)

    Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
    É olhar e perceber.
    É mais calar do que falar, ou, quando falar, jamais explicar: apenas afirmar.
    (...)

    É conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas, quanto das impossibilidades vividas.
    Afinidade é retomar a relação no ponto em que parou sem lamentar o tempo de separação.
    Porque tempo e separação nunca existiram.
    Foram apenas oportunidades dadas (tiradas) pela vida, para que a maturação comum pudesse se dar.
    E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais a expressão do outro sob a forma ampliada do eu individual aprimorado.
    Artur da Távola

    É isso ...

    ResponderExcluir