03/01/13

Projeto Trilhas: "Pêssego, pera, ameixa no pomar"

Today_large
SINOPSE
Nesta história, o leitor vai se divertir, procurando nas ilustrações de todo o livro os personagens dos contos clássicos. Uma surpresa a cada página, um segredo para o pequeno leitor descobrir. Ilustrações belíssimas tornam este livro ainda mais rico e atraente. Contar pequenas histórias é a melhor maneira para as crianças aprenderem a se comunicar melhor, a serem mais criativas, a entrarem no mundo da fantasia, e poder brincar ao mesmo tempo em que conhecem coisas novas. É o que oferece este 'Pêssego, Pera, Ameixa no Pomar', com belas ilustrações para as crianças se divertirem ao conseguir desvendar os segredos do pomar. Fonte
Tumblr_m0263aufjc1rqspgwo1_500_large
Sugestões de trabalho com o livro:
Tumblr_m4xq6hzwxo1qjq5e7o1_500_large
Simplicidade, delicadeza e humor: eis os ingredientes de uma boa alfabetização!
A escritora Ana Maria Machado selecionou e traduziu os livros: "A cama da mamãe", "Cuidado com o menino"!, "Os caçadores de mel", "Pêssego, pera  ameixa no pomar", "Rosaura de Bicicletae "Tocaram a campainha" por serem de autores e ilustradores consagrados que escrevem para crianças e jovens de todo o mundo. As histórias são criadas em torno de situações envolvendo solidariedade, carinho, fantasia, humor e natureza. São livros pequenos por fora, mas que tocam fundo o coração das crianças. Fonte
Sobre o autor:
Janet Ahlberg
A inglesa Janet Ahlberg, junto com seu marido, Allan Ahlberg, criou inúmeros livros para crianças, que se tornaram grandes sucessos.
Pela singularidade de suas ilustrações, Janet recebeu dois prêmios Kate Greenaway. Entre os livros premiados está o Pêssego, pera, ameixa no pomar, publicado pela Salamandra.
Allan Ahlberg
Allan Ahlberg é um dos autores mais elogiados e bem-sucedidos da literatura infantil na Inglaterra, especialmente pelos livros que fez em parceria com sua esposa, Janet, que faleceu em 1994. Dono de um incrível bom humor no autêntico estilo inglês, os livros de Allan são irresistíveis. Fonte
Traditional-orchards-pear-013_large
Ana Maria Machado
Considerada uma das mais completas e versáteis autoras brasileiras, a carioca Ana Maria Machado é membro da Academia Brasileira de Letras. Pelo conjunto de sua obra como romancista, ensaísta e autora de livros infanto-juvenis, ganhou o mais importante prêmio literário nacional: o Machado de Assis. Entre seus outros prêmios destacam-se o Hans Christian Andersen (do IBBY), o Casa de las Americas e o holandês Príncipe Claus, além de três Jabutis. Exerceu intensa atividade como jornalista e professora, tendo dado aulas na UFRJ, na PUC-Rio, na Sorbonne, em Berkeley e Oxford. Escreve há mais de 40 anos e é publicada em 18 países.
Apples_large
(...) É fácil demonstrar que a literatura ajuda a construir um mundo melhor. E não se trata apenas de uma construção abstrata, fábrica de sonhos, ideais e ilusões para servir como válvula de escape aos tormentos do cotidiano, o que não invalida sua importância e cumprindo um papel fundamental na sociedade. Trata-se da construção de conceitos, costumes, valores, direitos, deveres, da feitura de uma ética em cada etapa do desenvolvimento humano, enfim.
Mario Vargas Llosa já advertiu que “não se escrevem romances para contar a vida, senão para transformá-la, acrescentando-lhe algo”. Que algo mais é esse? Outro grande escritor latino-americano, o uruguaio Mario Benedetti, explicita esse algo mais: “Quando o escritor possui fantasia suficiente para inventar uma verdade e não uma mentira, curiosamente essa verdade se casa com a realidade”. Aí está a literatura como uma das forças propulsoras de transformação social. “Quantas vezes um narrador ou poeta sentem que seu mundo inventado não é, em última instância, uma correção da realidade passada, mas uma proposta de realidade futura”, arremata o mestre.
Agora, Tzvetan Todorov, em seu “manifesto”, vem acrescentar mais outra função da literatura. Uma função de caráter, digamos psicológico: "A literatura pode muito. Ela pode nos estender a mão quando estamos profundamente deprimidos, nos tornar ainda mais próximos dos outros seres humanos que nos cercam, nos faz compreender melhor o mundo e nos ajuda a viver". (...) Fonte
Clique com o botão direito em "abrir link em uma nova guia"

Nenhum comentário:

Postar um comentário