Licensa

25/06/2012

Uma história real sobre o autismo


Aos dois anos de idade, Carly Fleischmann foi diagnosticada com autismo severo e uma condição motora oral que a impedia de falar. Os médicos previram que ela nunca iria desenvolver intelectualmente além das habilidades de uma criança pequena. Embora ela tenha feito algum progresso depois de anos de terapia comportamental e comunicação intensiva, Carly permaneceu praticamente inacessível. Então, em dez anos de idade, ela teve um grande avanço. Ao trabalhar com seus terapeutas dedicados Howie e Barb, Carly estendeu a mão para seu laptop e digitou "dentes ajuda a ferir", para espanto de todos. Este foi o início da jornada de Carly em direção à auto-realização.

Esta pode ser uma chance do leitor conhecer e ler uma história real e inspiradora, ver vídeos legais e visitar o blog da Carly.
Carly Fleischmann é uma jovem autista de 14 anos completamente não verbal que começou a digitar espontaneamente em seu computador quando não se sentia bem as palavras “dor” e “me ajude”. Ninguém a ensinou como usar o teclado e Carly sempre foi considerada uma autista com moderada deficiência mental.
Hoje em dia ela usa o computador para se comunicar com seus amigos e familiares. Ela também mantém um blog sobre sua vida e suas experiências e está começando a escrever um livro. Sua história é verdadeiramente inspiradora.
Estamos muito felizes por esta iniciativa, pois muitas pessoas precisam perceber que existem potencialidades escondidas atrás do autismo e que o fato de não haver fala não implica em falta de consciência e inabilidades comunicativas.
A comunicação vai além da fala e Carly pode provar isso.
Em uma de suas postagens no blog, Carly diz:
Eu acho que as pessoas pegam informações demais com pessoas que se acham experts, mas se um cavalo está doente, você não pergunta a um peixe o que está havendo com o cavalo. Você vai direto ao cavalo. Por que não perguntam diretamente para nós como nos sentimos, o que gostamos e porque agimos de forma diferente?
Para visitar o blog (que infelizmente está em inglês), entre em http://carlysvoice.com/
Notícia enviada por ALAN B. GOLDBERG e LAUREN PUTRINO para ABC NEWS
Publicada em 06 de agosto de 2009
NOTA DO SITE CEDAP BRASIL: sempre acreditamos que pessoas com autismo são contribuintes em potencial para o entendimento da síndrome. Quando conseguimos entender os comportamentos por meio das experiências de vida, conseguimos entender as razões e correr na busca da ajuda.

História de Carly Autismo severo
"Aproximamo-nos da IGUALDADE à medida que RECONHECEMOS AS DIFERENÇAS e fazemos dessas UM MEIO DE TRANSFORMAÇÃO e NÃO UM FIM." Batista, Bosa e Cols.
Carlys Trailer Livro Voz
Na voz de Carly, seu pai, Arthur Fleischmann, mistura-se as próprias palavras de Carly, com sua história de conhecer sua filha notável. Um dos primeiros livros a explorar em primeira mão os desafios de viver com o autismo, traz leitores dentro de um mundo outrora secreto e na companhia de uma mulher inspiradora jovem que encontrou sua voz e sua missão.

“É difícil ser autista, porque ninguém me entende”. (...)
“Eu quero ser como qualquer outra garota. Mas eu não posso”. (...)
“Porque eu sou Carly”. (...)
“Eu sinto todos os que têm autismo não-verbal como uma voz interior está apenas esperando para que saiam”. (...)
“Eu sinto que minha história inspira os pais a acreditar, ajudar, compreender o seu filho e ajudar a alcançar seu potencial”. (...)
“A minha história mostra e prova que você nunca deve dizer nunca e isso os pais precisam acreditar”. (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário