Licensa

26/06/2012

Somos todos responsáveis

As crianças devem ser expostas, com regulamentação, à vida como ela é. Foi dessa forma que a apresentadora de TV Silvia Poppovic diz ter se orientado para educar sua filha Ana com o objetivo de criar um senso crítico na menina diante dos apelos expostos na televisão. Segundo Poppovic, que afirma amar e temer o poder da TV, as crianças só vão se preparar para enfrentar os perigos da publicidade conhecendo a realidade. “Não adianta você tirar a propaganda da televisão porque na primeira vez que a criança entrar num shopping ela vai querer tudo.”   Ela ela só vai saber escolher, o que é bom e o que é ruim, se for mostrado para ela que isso existe. De outra forma, protegendo a criança da publicidade ou de tudo que possa ser perigoso, corre-se o risco de criar uma pessoa desinformadea, “uma pata”, vítima de traficante ou uma “boboca consumista”.
O psiquiatra, escritor e educador Içami Tiba diz que assim como o alimento nutre o corpo, a publicidade pode nutrir a personalidade, o conhecimento e a qualidade de vida. Ele afirma que a propaganda na tevê é uma oportunidade educacional para os pais passarem valores aos filhos. Tiba considera que uma proibição da publicidade infantil que venha de fora para dentro vai tirar da família a autonomia da educação, passando-a para o Estado. O psiquiatra destaca também que para isso é preciso que os pais não podem ser apenas amigos dos filhos e passem a ser educadores, “porque amigos em geral só satisfazem e não educam”.
O impacto do exemplo de um pai
Meu pai, dá-me os teus velhos sapatos manchados de terra... - Vinícius de Moraes
Meu pai, dá-me os teus velhos sapatos manchados de terra
Dá-me o teu antigo paletó sujo de ventos e de chuvas
Dá-me o imemorial chapéu com que cobrias a tua paciência
E os misteriosos papéis em que teus versos inscreveste.

Meu pai, dá-me a tua pequena chave das grandes portas
Dá-me a tua lamparina de rolha, estranha bailarina das insônias
Meu pai, dá-me os teus velhos sapatos.

2 comentários:

  1. O exemplo é a maior ferramenta de criação e transformação pessoal. Somos avaliados a todo instante. Pena que muitos pais, ainda não sabem ser pais.Parabéns pelas contribuições, e tenha sempre ânimo por realizar essa conscientizações, isso fará o mundo muito melhor, senão for o mundo de todos mas alguns mundos,que seja mesmo só o nosso mundo familiar e profissional, já é uma grande transformação. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!!!
      Obrigada pela participação e incentivo ao nosso trabalho...
      Beijos
      Rose

      Excluir