14/05/12

SEQUÊNCIA DIDÁTICA - OS TRÊS PORQUINHOS

 
Por que ler literatura? Ana Maria Machado nos esclarece por que ler literatura é relevante e chama a atenção para o papel da escola na formação do leitor de obras literárias:

Uma sociedade que se quer democrática tem que (...) garantir a todos que seja saciado seu direito à leitura. E essa leitura, sobretudo em países que ainda estão se construindo, não pode ser apenas uma leitura de entretenimento e de aquisição de conhecimento - embora esse tipo de livro também seja importante e não possa ser desprezado. Mas é indispensável que também se leiam textos criadores, textos que tragam o prazer de pensar, interrogar, sonhar, ligar-se com o resto da humanidade (inclusive gentes de outras épocas e de outros lugares), textos que brinquem com a sonoridade das palavras, que aproximem conceitos díspares, que desenvolvam a inteligência e o espírito crítico. Textos que usem as palavras de maneira artística, rica, sublinhando a beleza que possa nascer do contato entre elas, valorizando a multiplicidade de significados possíveis que elas possam ter, se abrindo para a infinidade de conceitos que elas podem apontar. E, como, na maioria das vezes, grande parte da população só vai se tornar leitora se tiver contato com bons livros através da escola e do sistema de ensino, é de fundamental importância que a escola não desperdice essa oportunidade e não recomende bobagens nem desenvolva atitudes que funcionem como vacina contra a leitura, de tanto que criam anticorpos no leitor.
(Contracorrente: conversas sobre leitura e política, Ana Maria Machado, Ed. Ática, São Paulo)
1. Hora do conto: “Os três Porquinhos” 
Após a leitura da professora, os alunos dramatizaram a história. A professora foi o narrador e os alunos foram divididos entre os personagens. 
· Assim como o Patinho Feio, os três porquinhos também queriam suas casas. Vocês se lembram do que eram feitas as casas dos porquinhos? Vamos construí-las.
A sala foi dividida em três grupos. Cada grupo ficou responsável pela construção de uma das casas. Os grupos receberam as imagens acima ampliadas, mas sem os detalhes apenas a silhueta da casa. Também receberam os materiais necessários: 
· Casa de palha: palha e cola. 
· Casa de madeira: palitos de sorvete e cola. 
· Casa de tijolos: folha com desenhos de tijolos, lápis de cor, giz de cera e cola. 


· As casinhas foram guardadas para serem utilizadas durante a semana para o reconto da história. 

2. Hora do conto: “Os três porquinhos” Neste segundo momento, a história foi contada utilizando fantoches e as casas confeccionadas. Cada criança recebeu os personagens principais da história em forma de fantoches e deveria recontá-la utilizando-os.


3. Confecção do painel Após explorarmos bem a história, utilizamos as casinhas para fazer nosso painel. 

4. Arte com os dedos 
As crianças sentaram em grupos ou duplas. Cada criança recebeu uma folha e tinta guache. Elas fizeram um desenho sobre a história dos três porquinhos utilizando apenas a ponta dos dedos. 
5. Biblioteca 
Leitura da caixa livro: “A verdadeira história dos três porquinhos”. 
6. Área externa 
· Brincamos de corrida do sopro: utilizamos bolinhas de isopor.


4 comentários:

  1. Parabéns pelo blog! Tem ótimas ideias para serem desenvolvidas! Já sou seguidora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou e pode utilizar na prática!!!!
      Apesar de estar na direção da escola ha muitos anos (...) adoro o pedagógico e acompanho de perto "tudo" o que acontece na escola.
      Super beijo!
      Volte sempre
      Rose

      Excluir
  2. Anônimo12.8.13

    foi muito bom , adorei o seu trabalho , pois serviu como suporte para argumentar meu projeto sobre esta história!
    Sirene Souza de Andrade Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita!
      Volte sempre!
      Rose

      Excluir