Licensa

19/03/2012

O que é o projeto político-pedagógico (PPP)?

 
Quero aproveitar para comentar a importância do interlocutor (leitor) para aquele que produz um texto (autor). Realizei esta postagem ontem com o título acima. Hoje uma professora me questionou: "você não colocou o que é Projeto Político Pedagógico". Confesso que no momento não entendi (rsrsrs) respondi apenas: "coloquei algumas dicas do que não se deve fazer (...)" e encerramos a conversa. Posteriormente lembrei-me do título da postagem e da "incoerência" com o texto colocado, ou seja, "caiu a minha ficha". (rsrsrs)

A única explicação plausível que encontro no momento é que, estando "mergulhada" no processo de elaboração do PPP, coloquei o título inadequado (sem muita atenção e cuidado), ou ainda, considerei "respondida" a pergunta porque interiormente eu havia respondido para mim mesma essa questão durante o processo de elaboração do documento. Aproveitei a oportunidade e acrescentei a informação que faltava a esta postagem, dando ao mesmo tempo a coerência necessária entre o título e o texto. Só tenho a agradecer e crescer com tudo isso! Muito obrigado!


Projeto Político Pedagógico é um documento que detalha objetivos, diretrizes e ações do processo educativo a ser desenvolvido na escola, expressando as exigências legais do sistema educacional, bem como as necessidades, propósitos e expectativas da comunidade escolar. Nisso residem duas características fundamentais do projeto político-pedagógico, definidas por Libâneo (2004, p. 152): considerar o que já está instituído (legislação, currículos, métodos, conteúdos, clima organizacional, etc); e, ao mesmo tempo, instituir, estabelecer e criar objetivos, procedimentos, instrumentos, modos de agir, estruturas, hábitos e valores, ressignificando a própria cultura escolar. Daí o fato de ser considerado como instrumento e processo de organização da escola e, por isso, mesmo, algo que não se constitui simplesmente num produto que cumpre uma exigência legal. O projeto político-pedagógico pode ser comparado, de forma análoga, a uma árvore. Ou seja, plantamos uma semente que brota, cria e fortalece suas raízes, produz sombra, flores e frutos que dão origem a outras árvores, frutos... Mas, para mantê-la viva, não basta regá-la, adubá-la e podá-la apenas uma vez.
Como estamos em pleno processo de elaboração do Projeto Político Pedagógico da Escola, colocarei aqui algumas "dicas" que considero importantes:
Os erros mais comuns
Alguns descuidos no processo de elaboração do projeto político-pedagógico podem prejudicar sua eficácia e devem ser evitados: 
- Comprar modelos prontos ou encomendar o PPP a consultores externos. "Se a própria comunidade escolar não participa da preparação do documento, não cria a ideia de pertencimento", diz Paulo Padilha, do Instituto Paulo Freire. 
- Com o passar dos anos, revisitar o arquivo somente para enviá-lo à Secretaria de Educação sem analisar com profundidade as mudanças pelas quais a escola passou e as novas necessidades dos alunos. 
- Deixar o PPP guardado em gavetas e em arquivos de computador. Ele deve ser acessível a todos. 
- Ignorar os conflitos de ideias que surgem durante os debates. Eles devem ser considerados, e as decisões, votadas democraticamente. 
- Confundir o PPP com relatórios de projetos institucionais - portfólios devem constar no documento, mas são apenas uma parte dele.

2 comentários:

  1. Percebi que você mudou o layout do blog...tá fera mesmo hein?
    Ficou joia!!!
    Sem falar no conteúdo...excelente! Tenho certeza de que está ajudando muita gente!
    Bjs, Má

    ResponderExcluir
  2. Obrigado!!!!
    Amigos são suspeitos para elogiar....kkkkkk
    De tanto ter contato, acaba cansando!!! Eu entro muito mais que vocês (é claro)!!!
    Espero que o conteúdo ajude mesmo, pois, o objetivo é esse.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir