Licensa

20/01/2012

Lei 9.475 de 22 de julho de 1997 – Trata do ensino religioso.

Este foi um dos temas que discutimos no ano de 2011, porque havia muita dúvida entre os educadores a respeito. Inciamos com a apresentação de um vídeo: “diferença entre religião e religiosidade”.
Nele a entrevistadora Suyanne Tolentino pergunta ao entrevistado: “qual a diferença ou o que é religião e religiosidade”? Quem responde é o professor Sérgio Junqueira Doutor em Ciências da Educação. Ele diz: “Religião é algo institucional é a instituição organizada. Uma religião ela possui necessariamente um texto que a orienta, esse texto pode ser oral (aquele que é passado de geração para geração) ou um texto escrito. Uma religião possui uma organização, existe um líder, existe alguém que orienta o grupo. Uma religião possui um código de conduta, normas, assim como uma religião possui um ritual, possui um conjunto de celebrações, enquanto que a religiosidade, é considerada aquele momento individual, aquela expressão individual que a pessoa possui, que o indivíduo possui, para se relacionar com algo que o transcende, que está alem dele.
Depois apresentamos um livro bastante conhecido da maioria dos professores, mas que nos proporciona uma série de reflexões importantes junto com as crianças.
O livro apresenta um panorama histórico do relacionamento humano. O texto é acessível e bem-humorado e as ilustrações retratam, com muita graça e ironia, as dificuldades da convivência pacífica entre as pessoas.
Todo desenhado, como uma história em quadrinhos, mesclados com textos. 
“Desde quando o homem morava nas cavernas o mundo exigia regras de convivência. 
Mas o que é certo? O que é errado? Foram séculos de conflitos, guerras, buscas e tentativas. Os homens convivendo em grupos cada vez maiores. E enquanto surgiam e se formavam cidadãos, países e até grandes impérios, também apareciam pensadores, filósofos e líderes religiosos procurando respostas e novos caminhos. 
Sócrates, que acreditava na bondade, no conhecimento, na felicidade e explicava suas idéias para a juventude dizia “Conhece-te a ti mesmo”. 
Assim Platão, Aristóteles, Moisés e Cristo falaram cada um a seu modo, como o homem poderia viver melhor, em harmonia com seu semelhante, com a natureza e com Deus....
Para finalizar, apresentamos o DVD “Direitos do coração” "composta de curtas de animação produzidos entre 1991 e 1998. A coleção é dividida em três volumes (de 5 a 8 anos; de 9 a 12 anos e de 13 a 17 anos) e tem o objetivo de sensibilizar o público infanto-juvenil para a questão dos direitos humanos em geral e para os direitos da criança em particular. 
Cada produção é acompanhada de uma descrição detalhada da história e os três volumes da série trazem um guia de utilização para professores baseado nos artigos da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança. 
Conheça um dos episódios da coleção: Jonas e Lisa é a história de uma família que sofre por causa do alcoolismo, desemprego. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário